+55 (62) 3091-8010 | contato@aser.com.br

5G: quais os desafios dessa nova tecnologia para a cibersegurança

5G: quais os desafios dessa nova tecnologia para a cibersegurança
Tempo de Leitura 3 Minutos

5G: quais os desafios dessa nova tecnologia para a cibersegurança

A quinta geração de rede de internet móvel, o já popularmente conhecido 5G, promete revolucionar o modo como nos conectamos aos objetos e às pessoas. E isso trará grande impacto para as empresas. 

A implementação do 5G e a evolução da Internet das Coisas (IoT) deve transformar a relação das marcas, comércios e negócios de todos os tipos com seus clientes, principalmente por apresentar a possibilidade de conexão contínua e muito mais ágil do que a que conhecemos até agora. 

Mudança muito positiva e bem-vinda. Certo? Sim! Mas, para que as empresas possam desfrutar de todos os benefícios dessa revolução é preciso conhecer também os desafios que a nova geração de rede de internet móvel apresenta. É sobre isso que falamos neste artigo. Confira!

Como funciona o 5G

O 5G é a quinta geração de rede de internet móvel, uma evolução significativa das redes 4G LTE atuais. 

Projetado para atender ao grande crescimento da produção de dados e de conectividade, o 5G é a tecnologia que viabiliza a chamada Internet das Coisas (IoT), um cenário em que bilhões de dispositivos e pessoas se conectam simultaneamente. 

A tecnologia sem fio 5G foi elaborada especialmente para oferecer velocidades de dados multi-Gbps mais altas, com latência extremamente baixa, confiabilidade, capacidade de rede imensa, maior disponibilidade e uma experiência de usuário mais uniforme.

Quais novas possibilidades o 5G traz para as empresas

Obviamente, melhores experiências de internet são o resultado direto da implementação do 5G. Além disso, a quinta geração de banda larga móvel trará muitas novas possibilidades para as empresas. Dentre essas possibilidades vale destacar:

Uso da IoT

A chegada do 5G permitirá a expansão da Internet das Coisas, e todos os objetos e pessoas poderão estar conectadas via essa tecnologia,  o que deve revolucionar a forma como comércios, empresas e indústrias operam. E também os hábitos de consumo dos indivíduos.

A IoT com suporte 5G também poderá ser fundamental para fornecer às cidades um melhor monitoramento de infraestrutura, transformando as dinâmicas locais. 

Fortalecimento da análise de Big Data

O 5G facilitará os avanços em inteligência artificial, automação e IoT, e com esses avanços cresce ainda mais a geração de dados. A maneira como uma empresa coleta, armazena e usa esses dados será fundamental para o sucesso do negócio, por isso o investimento em ferramentas de análise será essencial.


Quais riscos de cibersegurança são ampliados pelo uso do 5G

Como dissemos já na introdução deste texto, junto com os muitos benefícios da implementação do 5G vêm também grandes desafios relacionados à cibersegurança. E é fundamental que as empresas estejam atentas a eles e se preparem para enfrentá-los.

Ameaças baseadas em softwares

As bases de segurança 5G são necessárias primeiro nas redes. Os provedores de rede começarão a se concentrar nas proteções de softwares para cobrir os riscos exclusivos do 5G. Ou seja, eles precisarão colaborar com empresas de segurança cibernética para desenvolver soluções de criptografia, monitoramento de rede e muito mais.

Vulnerabilidades da IoT

O aumento exponencial de dispositivos conectados uns aos outros abre brechas para as ações de cibercriminosos. E por isso é indispensável que todos sejam educados sobre segurança cibernética no uso da IoT e conheçam as boas práticas para proteção dos sistemas e dos dados. 

Manter smartphones, tablets e outros dispositivos sempre atualizados é uma ação simples mas essencial para bons níveis de cibersegurança.

Ataques focados em operação móvel 

Como o uso de redes móveis nas empresas tem aumentado consideravelmente, os cibercriminosos passarão a se escorar nesse tipo de infraestrutura para que seus ataques deem certo.

Problemas como indisponibilidade de sinal e interrupções podem acabar afetando as empresas e por isso as equipes de TI precisam estar preparadas para lidar com isso.  

Ataques endpoints

O uso de dispositivos compartilhados, como computadores públicos, por exemplo, é altamente perigoso. A rede de internet Wi-Fi aberta facilita as ações dos hackers, uma vez que esses ambientes não contam com filtros de ameaças configurados adequadamente para proteger os dados da empresa, dos funcionários e de seus clientes.

É fundamental exigir que todos os dispositivos conectados à rede da sua empresa possua métodos de segurança. Invista em uma política de acesso rigorosa, para que apenas usuários autorizados tenham acesso aos dados corporativos. 

As estruturas de segurança das empresas estão preparadas para o 5G?

Infelizmente, a resposta à pergunta que é título desse tópico do nosso artigo é “não”. A maioria das empresas têm soluções de cibersegurança defasadas e não têm nenhum preparo para lidar com os desafios apresentados pela implantação dessa nova tecnologia.

Donos e gestores de negócios que não querem ficar para trás precisam saber que para manter os sistemas de uma empresa seguros com a vinda do 5G, será preciso contar com uma equipe de TI altamente preparada, soluções de segurança bem desenvolvidas e modernas, além de um planejamento competente para estabelecer as melhores ações em relação a utilização da rede 5G. 

Para ver outros conteúdos como este e ficar atualizado sobre a chegada da tecnologia 5G acompanhe o blog da Aser.